ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

61 anos do falecimento de Beniamino Gigli

Última modificação : Domingo, 09 Dezembro 2018 16:20


 
 

BENIAMINO GIGLI

(20 de Março de 1890 - 30 Novembro de 1957)

 

Tenor italiano de fama internacional, dotado de uma voz de grande e rara extensão, chamado de Caruso Segundo, em memória ao (considerado por muitos) melhor tenor do mundo, Enrico Caruso, entretanto ele preferia ser chamado de Gigli Primeiro.

 

Gigli fez sua estreia com o personagem Enzo, de Gioconda, uma ópera de Amilcare Ponchielli no Teatro Social de Rovigo em 15 de outubro de 1914, depois de vencer outro concurso em Parma. Em novembro de 1918 cantou no La Scala de Milão, na ópera Mefistofele de Arrigo Boito, com a direção de Arturo Toscanini. Em 26 de novembro de 1920 estreia no Metropolitan Opera de Nova Iorque, novamente com a obra Mefistofele. Foi o principal tenor do Metropolitan Opera por doze anos seguidos, sucedendo o mito italiano, Enrico Caruso.

 

Sua voz foi a mais famosa e representativa do período fascista.

 

Foi um dos mais famosos cantores de música napolitana, grande intérprete de músicas de Ernesto de Curtis. Participou do filme Carosello Napoletano, de Ettore Giannini em 1953, onde cantou O Sole Mio, Funiculì Funiculà, Voce è Notte e Marechiare.

 

Em 1955 ele fez a turnê de adeus aos Estados Unidos, com três concertos no Carnegie Hall. O último concerto de sua vida foi em 25 de Maio de 1955 no Constitution Hall de Washington.

 

 

Vídeo



Copyright © Concertino

Todos os direitos reservados

 

 

 

AQUI VOCÊ ENCONTRA MAIS DATAS COMEMORATIVAS