ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

PELÉIAS E MÉLISANDA

Última modificação : Quinta, 01 Fevereiro 2018 14:25


 

 

DEBUSSY, CLAUDE-ACHILLE (1862-1918)

FRANCÊS – ESCOLA NACIONALISTA FRANCESA – 227 OBRAS

 

 

PELLÉAS ET MÉLISANDE

 

Drame lyrique em cinco atos (12 quadros)

Ano da composição: 1893 (revisão 1900 - 1902)

Estreia: 30 de abril de 1902, Opéra-Comique, Paris, França

Libreto: Claude Debussy, extraído da peça homônima (1891) de Maurice Maeterlinck.

 

 

Ocupa posição ímpar na história da ópera, abrindo as portas para o século XX. Embora Debussy tentasse escapar da sombra de Wagner, encontramos nessa obra ecos de Tristão e Isolda e Parsifal. Todavia, inspirado  de Maeterlinck, um marco do teatro simbolista, ele foi mais longe, criando um mundo atemporal em que os personagens se comunicam na linguagem simbólica da paixão contida.

 

Amante da poesia, Debussy deixa o fluxo verbal conduzir a música ininterruptamente. Assim o texto, em vez de conter-se em árias fixas, transforma-se numa mistura requintada de canto declamatório e recitativo, servindo a partitura de "cenário musical", como disse Debussy. O resultado é um clima sensual, onírico, quase hipnótico, perfeitamente adequado a uma tragédia que parece desenrolar-se em câmara lenta.

 

Cada cena é ligada à seguinte por um interlúdio orquestral, desenrolando-se os atos, portanto, sem interrupção da música.

 

 

PAPÉIS PRINCIPAIS

No reino imaginário de Allemonde.

 

. Mélisanda, soprano - Jovem frágil e misteriosa

. Golaud, barítono - Príncipe que se casa com ela.

. Peléias, tenor ou barítono - Meio-irmão de Golaud.

. Arkel, baixo - Rei de Allemonde e avô de Peléias e Golaud.

. Geneviève, mezzo-soprano - Filha de Arkel, mãe de Peléias e Golaud.

. Yniold, soprano - Jovem filho de um casamento anterior de Golaud.

. Um médico, baixo.

. Um pastor, barítono.

 

 

Vídeo

 

 

 

 

 

FONTES:

. Guia Ilustrado Zahar Ópera, 2010 - Edição Brasileira, Jorge Zahar Editor

. Kobbé, O Livro Completo da Ópera, 1991 - Edição Língua Portuguesa, Jorge Zahar Editor.