ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

VARIAÇÕES GOLDBERG, BWV 988

Última modificação : Terça, 19 Julho 2016 14:53



JOHANN SEBASTIAN BACH  (1685-1750)

ALEMÃO – ERA BARROCA - 972 OBRAS 


VARIAÇÕES GOLDBERG, BWV 988

 

O quarto tomo dos Clavierübungen (Exercícios para instrumentos de teclado), tornou-se conhecido sob o nome de Variações Goldberg e transformou-se numa das mais executadas e ouvidas obras de Bach. O conde Keyserlingk, que trabalhava para o serviço diplomático russo em Dresden, sofria de uma enfermidade e teria encomendado a Bach algumas peças para as mãos habilidosas do jovem cravista, aluno de Bach, Johann Theophilus Goldberg, para que este as executasse para o conde em suas noites de insônia. 


As Variações Goldbergcânones, fuguetas, uma abertura francesa e várias danças – marcam a transição para as obras da última fase de composição de Bach. Nelas, o aspecto lúdico está perfeitamente associado à erudição e à experiência ou, se preferirmos, o contrário. A obra tem por base um jogo de opostos entre o rigor formal e a rigidez da estrutura, de um lado, e a virtuosidade lúdica e a liberdade no desenvolvimento das variações, de outro. O princípio das variações consiste em apresentar um tema e variá-lo. Assim, a impressão que o ouvinte tem é que está ouvindo algo que lhe é familiar e, ao mesmo tempo, novo. Dessa forma, o jogo da livre imaginação irradia uma sensação de grande tranqüilidade através do que permanece igual, e estimula o ouvinte com algo que é variado e novo. E, além disso, em cada variação o elemento conhecido está associado, quase sem exceção, a um canto belo e fluido.  


A obra foi publicada em 1742, em Nürnberg, sob o título de: “Exercícios para teclado contendo uma ária com diferentes variações para o clavicêmbalo com dois manuais. Para o deleite da alma dos amantes da música. Composto por Johann Sebastian Bach, compositor da corte do rei da Polônia e príncipe eleitor da Saxônia, mestre-de-capela e diretor musical em Leipzig”.



         Ária

         Variação 1

         Variação 2

         Variação 3 (Cânon at the unison)

         Variação 4

         Variação 5

         Variação 6 (Cânon at the second)

         Variação 7

         Variação 8

         Variação 9 (Cânon at the third)

         Variação 10 (Fughetta)

         Variação 11

         Variação 12 (Cânon at the fourth)

         Variação 13

         Variação 14

         Variação 15 (Cânon at the fifth)

         Variação 16 (Overture)

         Variação 17

         Variação 18 (Cânon at the sixth)

         Variação 19

         Variação 20

         Variação 21 (Cânon at the seventh)

         Variação 22 (Alla breve)

         Variação 23

         Variação 24 (Cânon at the octave)

         Variação 25

         Variação 26

         Variação 27 (Cânon at the ninth)

         Variação 28

         Variação 29

         Variação 30 (Quodlibet)

         Ária (da capo a Fine)



Vídeo