ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

SINFONIA Nº 40 EM SOL MENOR, K.550

Última modificação : Sexta, 27 Janeiro 2017 14:05



WOLFGANG AMADEUS MOZART (1756 – 1791)

AUSTRÍACO – ERA CLÁSSICA - 655 OBRAS

 

Movimentos: 4

I. Molto Allegro

II. Andante

III. Menuetto

IV. Allegro assai

 

Ano da composição: 1788 (completada em 25 de julho de 1788, em Viena)

Revisão: ca.1788-1791

Primeira publicação: 1794 - Offenbach: Johann André, Plate 685 (somente partes da obra)

Estilo: Clássico

Instrumentação: Flauta, 2 oboés, 2 clarinetes (na versão revisada), 2 fagotes, 2 trompas, cordas.

 

 

As três últimas sinfonias de Mozart - n. 39, 40 e 41 constituem um milagre sobre o qual se debruçam, até hoje, entendidos ou simples amantes da música. Elas foram compostas, em rápida sucessão, durante o verão de 1788 ­o que, por si só, já seria um feito inacreditável. Ainda mais espantoso, entretanto, há de ser o fato de que as três, como três Graças divinas, possuem personalidade totalmente definida; cada uma delas, um acontecimento na história da música.

 

 

A obra despertou interpretações variadas de seus críticos. O compositor Robert Schumann descreveu-a como possuindo "graça e leveza grega". O musicólogo britânico Donald Francis Tovey via nela o caráter de uma ópera-bufa. A percepção atual, no entanto, é de que a sinfonia apresenta um tom trágico, e intensamente emocional; o pianista e crítico Charles Rosen a chamou de "uma obra de paixão, violência e dor." Embora as interpretações sejam divergentes, a sinfonia é, sem sombra de dúvida, uma das obras mais admiradas do compositor, e uma das mais executadas e gravadas.

 

Ludwig van Beethoven conhecia bem a sinfonia, e copiou 29 compassos da partitura num de seus cadernos. Acredita-se que o tema de abertura do último movimento possa tê-lo inspirado a compor o terceiro movimento de sua quinta sinfonia.

 

Diversas obras de Franz Schubert, incluindo um de seus quartetos de cordas e, especialmente, o minueto de sua quinta sinfonia, mostram certa influência desta obra.


 

A dramaticidade que percorre seus quatro movimentos era inédita na época. Foi saudada como a primeira sinfonia da Era Romântica e se constituiu em um dos principais modelos para a música sinfônica do século XIX. Para o público, a melodia que marca a esta sinfonia é o tema principal do Allegro Molto, enunciado pelos violinos.


 

Estreia

Os documentos da época não trazem qualquer evidência sólida de que a estreia da Sinfonia nº 40 teria ocorrido durante a vida de Mozart. Por outro lado existe a constatação de que concertos sinfônicos, cujos programas sobreviveram, foram realizados com a música de Mozart,e incluíam uma sinfonia sem qualquer identificação de data ou tonalidade. Entre eles estavam:

Dresden, 14 de abril de 1789, durante a viagem de Mozart para Berlim

Leipzig, 12 de maio 1789, na mesma viagem

Frankfurt, 15 de outubro de 1790.

 

Existem cópias do cartaz de um concerto realizado pela Tonkünstlersocietät (Sociedade de Músicos) em 17 de abril de 1791 no Burgtheater, em Viena, regidos por Antonio Salieri. A primeira obra no programa foi descrita como "Uma Grandiosa Sinfonia composta por Herr Mozart".

 

 

Vídeo




 

 

Fontes consultadas:

IMSLP/Petrucci Music Library

wikipedia.org