ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

ÁLBUM PARA A JUVENTUDE, OPUS 68

Última modificação : Sexta, 20 Fevereiro 2015 17:39



SCHUMANN, ROBERT (1810-1856)

ALEMÃO – ERA ROMÂNTICA – 268 OBRAS

 

A musicalidade profunda e sensível de Schumann não buscou as luzes da ribalta, mergulhando o ouvinte, e sim, no remoto e enigmático mundo interno do compositor, talvez o mais misterioso do período romântico. Sua música é ao mesmo tempo imaginosa, introspectiva e bombástica. Atrevidamente original, e às vezes impraticável, Schumann captou, como ninguém, o espírito inocente dos primórdios da literatura romântica alemã.


 

ÁLBUM PARA A JUVENTUDE, OPUS 68

Composto por volta de 1848, este álbum com 43 peças de curta duração é considerado uma das obras-primas de Schumann. Elaborado para fins didáticos, a coletânea se inicia com peças de melodias simples e, gradativamente, vai elevando o nível técnico exigido para a execução até chegar a verdadeiras peças de concerto, embora com estrutura reduzida.

 

“Não discutam o mérito de uma composição que acabem de escutar pela primeira vez: o que à primeira vista talvez não seja o melhor. Os mestres devem ser estudados. Grande número de obras de grande beleza não lhes aparecerão em toda a claridade até a idade madura.

Ao julgar as composições novas, discirnam se são verdadeiras obras de arte ou talvez tenham como fim divertir os aficcionados. Defendam as primeiras, mas não se incomodem com as outras.

Se todos os artistas quisessem ser primeiros violinos, seria impossível organizar uma orquestra. Respeitem, assim, o lugar de cada músico.

Não descuidem do estudo da vida, assim como o das demais artes e ciências.

Se a música procede seu sentido interior, se a sentirem verdadeiramente, atuará de igual modo nos demais sentidos”.

 

Este é o prólogo da obra, escrito por Schumann.


Vídeo