ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

KINDERSZENEN OP.15 (CENAS INFANTIS)

Última modificação : Sábado, 08 Junho 2019 15:09




ROBERT SCHUMANN (1810 – 1856)

ALEMÃO – ERA ROMÂNTICA –268 OBRAS 


A musicalidade profunda e sensível de Schumann não buscou as luzes da ribalta, mergulhando o ouvinte, e sim, no remoto e enigmático mundo interno do compositor, talvez o mais misterioso do período romântico. Sua música é ao mesmo tempo imaginosa, introspectiva e bombástica. Atrevidamente original, e às vezes impraticável, Schumann captou, como ninguém, o espírito inocente dos primórdios da literatura romântica alemã.


 

Kinderszenen, Opus 15, em português Cenas da Infância ou Cenas Infantis, é um conjunto de treze pequenas peças para piano solo, compostos em 1838.

 

As treze peças que formam as Cenas Infantis, Op.15 de Schumann – Kinderszenen -, mostram a criatividade poética e musical do compositor. Ele trabalhou nesse projeto durante a primavera de 1838, durante a ausência de sua amada Clara Wieck, a qual participava de uma turnê. O ciclo Kinderszen, Op.15 consta de quarenta e três pequenas peças, das quais apenas se incluem na obra para concerto as que têm uma envergadura pianística – o autor selecionou treze delas. As outras são pequenas peças adaptadas aos dedos e capacidades de uma criança. A obra foi escrita em 1838, mas só dez anos mais tarde Schumann as reuniu e escolheu as que iriam completar o ciclo, no qual realidade, sonho, medo e alegria se entrelaçam. Ele declarou que os títulos das peças foram colocados posteriormente, a fim de provocar sugestões sutis no executante, modelo seguido por Debussy em seus Prelúdios.

 

Numa carta à sua futura mulher, a pianista e compositora Clara Josephine Wieck, Schumann diz que tinha composto uma nova obra como se fosse o eco de uma resposta que ela, Clara, lhe escrevera uma vez, dizendo-lhe que por vezes se lhe dirigia como se ele fosse uma criança. O compositor procurava exprimir as reminiscências que um adulto tem da infância. Schumann tinha escrito originalmente trinta pequenas peças para os Kinderszenen, dos quais escolheu, como diz na carta a Clara, cerca de doze para a versão final. Os rejeitados foram publicados mais tarde nos Bunte Bläter, Opus 99, e Albumblätter, Opus 124.


01.  Von fremden Ländern und Menschen
       De Povos e Terras Distantes, em Sol Maior

02.  Kuriose Geschichte
      Uma História Curiosa, em Ré Maior

03.  Hasche-Mann
      Cabra-cega, em si menor

04.  Bittendes Kind
      Criança Suplicante, em Ré Maior

05.  Glückes genug
      Completamente Feliz, em Ré Maior

06.  Wichtige Begebenheit
      Grande Acontecimento, em Lá Maior

07.  Träumerei
      A Sonhar, em Fá Maior

08.  Am Kamin
      À Lareira, em Fá Maior

09.  Ritter vom Steckenpferd
      Cavaleiro do Cavalo de Pau, em Dó Maior

10. Fast zu ernst
     Quase Demasiado Sério, em sol sustenido menor

11. Fürchtenmachen
     Assustador, em mi menor

12. Kind im Einschlummern
     Criança a Adormece, em mi menor

13. Der Dichter spricht
     O Poeta Fala, em Sol Maior



Vídeo