ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

BIZET, GEORGES (1838-1875)

Última modificação : Segunda, 31 Março 2014 15:19


FRANCÊS – ÓPERA ROMÂNTICA – C. 120 OBRAS


Talento precoce, Bizet dedicou grande parte de sua breve e criativa vida à ópera, para a qual escreveu sua melhor música. Embora aclamado como compositor de concerto quando morreu, é por sua ópera de vanguarda Carmen que agora é lembrado. Com Carmen, mudou o curso da ópera francesa, consolidando um estilo no drama naturalista e na música sensual que alcançaria o auge décadas depois.

 

Vida. Compositor francês, Alexandre César Léopold Bizet, dito Georges Bizet, nasceu em Paris a 25 de outubro de 1838 e morreu em Bougival a 3 de junho de 1875. Filho de um professor de canto e de uma pianista, entrou aos nove anos para o Conservaitore de Paris. Foi aluno de Fromental Halévy e de Gounod. Após obter a primeira colocação em piano e órgão e ganhar o prêmio Offenbach com uma ópera, recebeu nesse mesmo ano o prêmio de Roma. Passou três anos na capital italiana, compondo algumas obras contrárias à orientação formal da instituição que lhe patrocinava os estudos. Pianista admirado por Liszt, preferiu, entretanto, continuar como compositor.

 

Criação. A primeira composição importante de Georges Bizet é a Sinfonia em Dó maior (1855), quando ainda era aluno do conservatório. Lês Pêcheurs de perles (1862-1863; Os Pescadores de pérolas), ópera com libreto de Michel Carré e Cormon, já revelava algumas das características de Carmen, sobretudo um exotismo original.

 

Carmen é a mais importante obra de Georges Bizet. A espontaneidade e a variedade de suas melodias, acrescidas da viva penetração nos sentimentos das personagens, renovaram a ópera francesa. Envolvem-na uma impressionante dramaticidade e uma surpreendente reconstituição do ambiente, cujo espanholismo, aliás, é negado pelos críticos peninsulares. O drama é centralizado em torno da volubilidade da cigana Carmen e do ciúme de seu parceiro, o soldado Don José, que a assassina no último ato.

 

Bizet, que exortava os compositores a exalar todos os sentimentos e a fazer rir ou chorar, alia a delicadeza e a fluência de seu estilo a caracteres realistas que influenciam o verismo italiano, principalmente o de Mascagni. Brahms admirava Carmen. Nietzsche exaltou a obra como o oposto de Wagner, levando em conta os traços mediterrâneos da música de Bizet; mas musicalmente são evidentes os elementos wagnerianos na obra do compositor.

 

Além de Carmen e das outras óperas citadas, só conseguiram popularidade as suítes Jeux`d´enfants (1871; Jogo de crianças) e, sobretudo, a melodiosa L´Arlésienne.

 

 


Fonte: Enciclopédia Mirador Internacional 

JOHANN CHRISTOPH BACH

06/12/1642 *

Compositor e organista de Eisenach, era tio de Johann Sebastian - filho do primo Johann Ambrosius Bach.

 

Saiba mais sobre J.C.Bach:

http://concertino.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=204:bach-johann-christoph-1642-1703

 

Vídeo:

http://youtu.be/NA-P_Tjf35c