ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

HOLST, GUSTAV (1874-1934)

Última modificação : Sexta, 23 Outubro 2015 16:16



INGLÊS – ESCOLA NACIONAL BRITÂNICA – C. 120 OBRAS


 

Lembrado principalmente como compositor de Os planetas, Gustav Holst foi um artista eclético. Abordou todas as composições de um ângulo novo, inspirando-se em fontes tão diversas quanto astrologia, canção folclórica inglesa, poesia sânscrita, melodias argelinas e poesia de Thomas Hardy. Foi também um habilidoso professor, capaz de inspirar crianças e adultos.


 

Gustav Holst (Cheltenham, 21 de setembro de 1874 – Londres, 25 de maio de 1934) foi um compositor inglês conhecido pela sua obra Os Planetas e por obras baseadas na literatura hindu e nas canções folclóricas inglesas. É o pai da compositora e diretora de orquestra Imogen Holst.

 

Vida. Seu nome original Gustavus Theodor Von Holst, era filho de Adolph, um pianista de remota origem sueca, e Clara Von Holst. Desde muito cedo respirou melodia e harmonia. Seu pai, Adolph, era professor de música e dava mais atenção ao piano que à família.

 

Apesar de ter sofrido com a anemia e com a visão fraca na infância, aos treze anos já havia lido o Tratado de Instrumentação de Berlioz. Aluno de Charles Villiers Stanford no Colégio Real de Música, onde viria a ser professor de composição (1919), conheceu Ralph Vaughan Williams (1895), de quem se tornou grande amigo.

 

De notável originalidade, sua forte personalidade deixava transparecer um espírito curioso. Interessou-se muito pelas civilizações orientais e pela literatura védica.

Participou da orquestra da Ópera Carl Rosa, como primeiro trombone e na Ópera Escocesa, e depois, foi organista da Ópera Real de Londres. Dedicou-se quase que integralmente ao ensino e pouco à composição.

 

A influência mística em sua obra alcança o ponto culminante na composição coral The hymn of Jesus (1920), em que utilizou textos apócrifos do Novo Testamento. Mais tarde, começou a mostrar interesse pela produção folclórica de pai, como mostra em sua ópera At the board´s head (1924).

 

Durante a década de 1920 sua música foi mais austera e inclui o emprego da bitonalidade, em obras como o Concerto para dois violinos (1929). Em seus últimos anos, voltou ao lirismo como em Hammersmith (1931).

 

Lembrado principalmente como compositor de “Os Planetas”, Gustav Holst foi um artista bastante eclético. Abordou todas as composições de um ângulo novo, inspirando-se em fontes tão diversas quanto astrologia, canção folclórica inglesa, poesia sânscrita, melodias argelinas e a poesia de Thomaz Hardy. Foi também um habilidoso professor, capaz de inspirar adultos e crianças.

 

 


Fonte: Wikipaedia