ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

Hinos

Última modificação : Terça, 10 Fevereiro 2015 17:27



A música clássica se propaga em diversos formatos. Além das sinfonias, concertos, sonatas, estudos e tocatas, muitas variações são encontradas em diversas obras adaptadas para TV, teatro ou cinema. Além deles, a música clássica - vinculada a belíssimas letras sobre a pátria - rendeu grandes hinos nacionais para diversos países. Selecionamos alguns deles para compartilhar com você. 


Quer saber mais sobre hinos? http://bit.ly/Ps5iO6

 

 

HINO DA ALEMANHA: FRANZ JOSEPH HAYDN

 

“Das Lied der Deutschen” foi escrita por August Heinrich Hoffmann von Fallersleben, em 1841, na ilha de Helgoland, sobre uma melodia da peça Quarteto do Imperador, composta em 1797 por Joseph Haydn. O segundo movimento de seu QuartetoImperador”, de 1797, foi posteriormente adotado como Hino Nacional da Alemanha. A canção foi composta na época em que a Alemanha estava dividida em várias monarquias e a sua finalidade era unir a nação. Haydn foi apaixonado por esta obra: conta-se que na sua velhice, quando o compositor já se encontrava frágil e doente, se esforçava para tocá-la ao piano como uma forma de consolo. Há registros de que foi a ultima canção que tocou antes de morrer.

 

Confira: http://bit.ly/ST5Bqd

 

 

HINO DA ÁUSTRIA: WOLFGANG AMADEUS MOZART

 

Land der Berge, Land am Strome" é o hino nacional da Áustria desde 1946. A letra, escrita por Paula von Preradović, ganhou força junto à melodia de W. A. Mozart. Alguns dias antes da sua morte, em 6 de dezembro de 1791, Mozart compôs seu último trabalho completo, a "Freimaurerkantate KV 623”. Sobre partes desta cantata surgiu a melodia do hino, a "Canção das Correntes KV 623A”.

 

Confira o 2º movimento da cantata: http://bit.ly/SxF9N8

 

  

HINO DO BRASIL: ALBERTO NEPOMUCENO

 

Um dos primeiros projetos de Alberto Nepomuceno foi a reforma do Hino Nacional Brasileiro e a regulamentação de sua execução pública. Ele é considerado o pai da canção de câmara brasileira por ter insistido na necessidade de utilização do idioma nacional como mais uma forma de nacionalizar a linguagem musical. Na maioria de seus concertos, Alberto Nepomuceno apresentou pela primeira vez ao público brasileiro os compositores de música clássica Debussy, Roussel, Glazunow e Rimsky-Korsakov, além de Carlos Gomes, Barroso Neto, Leopoldo Miguez e Henrique Oswald.

 

Aqui você assiste o vídeo da Grande Fantasia Triunfal sobre o Hino Nacional Brasileiro, de Louis Moreau Gottsckalk: http://bit.ly/Oz5Mq2

 

 

VATICANO: CHARLES-FRANÇOIS GOUNOD

 

Inno e Marcia Pontificale” é o hino nacional do Vaticano adotado oficialmente em 1949. A letra foi composta pelo monsenhor Antonio Allegra e vinculada à melodia do compositor francês Charles Gounod, composta em 1869 para a comemoração do jubileu de prata do Papa Piu IX em 11/04/1869. Charles Gounod é conhecido por suas composições sacras, além de ter composto as óperas Romeu e Julieta, Fausto e A Rainha de Sabá.

 

Aqui você conhece o hino nacional do Vaticano: http://bit.ly/Qizigr