ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

IMPROMPTUS

Última modificação : Domingo, 22 Abril 2018 10:57



SCHUBERT, FRANZ PETER (1797-1828)

AUSTRÍACO – ERA ROMÂNTICA – 1.009 OBRAS

 

Os Improvisos de Schubert são uma série de oito peças para piano solo compostas em 1827, onde ele mostra o lado mais refinado de sua veia poética. Eles foram publicados em dois conjuntos de quatro impromptus cada: o primeiro foi publicado em vida do compositor como Op.90, e o segundo conjunto foi publicado postumamente como Op. posth. 142. Eles estão catalogados como D. 899 e D. 935, respectivamente.

 

Outras três composições para piano sem nome (D. 946), escritas em maio de 1828, poucos meses antes da morte do compositor, são indicadas como Drei Klavierstücke (ou Três peças para piano). Os Impromptus são muitas vezes consideradas peças companheiras para o Seis momentos musicais , e muitas vezes são registrados e publicados conjuntamente.

 

QUATRO IMPROVISOS, D. 899 (OP. 90)

O Opus 90 contém quatro peças típicas da Era Romântica, cada uma com elementos distintos:

 

Nº 1 em dó menor

Nº 2 em Mi bemol maior

Nº 3 em Sol bemol maior

Nº 4 em Lá bemol maior

 

Vídeos completos:


Murray Perahia


Maria João Pires

 

 

QUATRO IMPROVISOS, D. 935 (OP. POSTH. 142)

Acredita-se que o conjunto foi inicialmente concebido para ser uma continuação do anterior, pois Schubert originalmente os numerou de 5-8.

 

Nº 1 em fá menor

Nº 2 em Lá bemol maior

Nº 3 em Si bemol maior

Nº 4 em fá menor

 

Vídeos completos:


Murray Perahia


Maria João Pires