ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

Trilha sonora clássica do filme “Amour”, A

Última modificação : Terça, 17 Fevereiro 2015 12:36


 

 

O último filme de Michael Haneke, “Amour” (2012), ganhou o prêmio Palma de Ouro em Cannes e teve cinco indicações ao Oscar, entre eles, melhor filme e melhor filme estrangeiro. Você viu o filme e não reparou na trilha sonora? Não tem problema! O Concertino mostra para você.

 

Confira o trailer do filme “Amour”: http://bit.ly/ZZm5LP


Impromptu, Op. 90, D.899 nº 3 | Schubert

 

Os Improvisos de Schubert são uma série de oito peças para piano solo. No filme “Amour”, podemos conferir “Impromptu, Op. 90, D.899, nº3 En Sol Bémol Majeur”. O Opus 90 contém quatro peças típicas da Era Romântica, cada uma com elementos distintos.

 

Confira o Op. 90, D.899, nº3: http://youtu.be/xM2IrxXPfMQ

 

 

Impromptu, Op. 90 D.899, nº1 En Ut Mineur | Schubert

 

Ainda sobre Os Improvisos de Schubert que aparecem no filme “Amour”, podemos conferir “Impromptu, Op. 90 D.899, nº1 En Ut Mineur”. O improviso é uma etapa da composição espontânea realizada e concebida sem prévia preparação.

 

Confira o Op. 90 D.899, nº1: http://youtu.be/zhwPM-rjJjw


Saiba mais sobre os improvisos de Schubert: http://bit.ly/ZRAifk


 

Moment Musical, Op. 94 D.780, nº3 | Schubert

 

Schubert escreveu uma coletânea de seis peças curtas para piano solo. Durante o filme “Amour” podemos ouvir o “Moment Musical, Op. 94 D.780, nº3 En Fa Mineur”. Junto com o Improvisos, os momentos musicais estão entre as mais importantes obras de Schubert.

 

Confira o Op. 94 D.780, No. 3: http://youtu.be/dthy1tDjWtQ

 

Saiba mais sobre os seis momentos musicais de Schubert: http://bit.ly/ZEHFYu

 

 

Ich Ruf Zu Dir, Herr Jesu Christ, BWV 639 | Bach

 

Ferruccio Busoni compôs muitas obras baseadas em temas de Bach e transcreveu obras para orquestra e órgão para piano solo. Como Busoni próprio afirmou, o objetivo dessas transcrições era incentivar as gerações posteriores a descobrir e estudar a monumental obra de Bach. Na trilha sonora do filme “Amour” podemos conferir “Ich Ruf Zu Dir, Herr Jesu Christ, BWV 639”, de Johann Sebastian Bach/Ferruccio Busoni.

 

Confira Ich Ruf Zu Dir, Herr Jesu Christ, BWV 639: http://youtu.be/cMlgyCb6vfg

 

Quer saber mais sobre essa obra? http://bit.ly/WJ2j9U
 

 

Bagatelle, Op. 126, No. 2 | Beethoven

 

A bagatela é uma composição musical breve, de caráter ligeiro e despretensioso, normalmente para ser tocada ao piano. É típica do Romantismo. A trilha sonora do filme “Amour” conta com a “Bagatelle, Op. 126, No. 2 En Sol Mineur” de Ludwig Van Beethoven.

 

Confira Bagatelle, Op. 126, No. 2: http://youtu.be/7z2TBqTlT9Q

 

 

Bagatelle, Op. 33, No. 4 | Beethoven

 

As bagatelas de Ludwig van Beethoven resumem a nova dimensão de autoconsciência de sua música, uma das tantas vertentes de exploração da ironia na primeira geração do romantismo. Em “Amour” podemos ouvir “Bagatelle, Op. 33, No. 4 En La Majeur” no desenrolar do filme.

 

Confira Bagatelle, Op. 33, Nº4: http://youtu.be/HIYTpAueMMg

 

 

Bagatelle, Op. 33, No. 2 | Beethoven

 

As Sete Bagatelas, Op. 33, de Beethoven foram escritas em 1802. Elas tinham sido pouco ouvidas no cinema até 2012, quando o filme “Amour” usou a “Bagatelle, Op. 33, nº2 En Ut Majeur” na trilha sonora.

 

Confira: http://youtu.be/mj-MiIVwL2I

 

Saiba mais sobre as Bagatelas de Beethoven: http://bit.ly/ZRLk4e