ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

Notação Musical

Última modificação : Sábado, 14 Fevereiro 2015 18:31




Por volta de 320 A.C. aparecem os primeiros elementos de Harmonia de Aristóxeno. A música, durante muitos séculos foi transmitida oralmente. As pessoas a cantavam ou tocavam e iam passando de geração a geração, sendo registrada apenas na memória.

 

Por volta do século IX esse jeito começou a mudar. Nessa época a música costumava ser cantada e usada em cultos religiosos. Para ajudar os cantores a memorizá-la foram criados símbolos - pontos, traços e linhas sinuosas - que acompanhavam os textos do Canto Gregoriano - neumas.

 

No século XI os sons passaram a ter nomes. Nessa época as sequências de sons começaram a ser registradas em linhas e espaços - pauta - que eram acompanhadas por claves indicando as regiões mais graves e mais agudas.

 

A música, até o século XIII, era cantada e existia uma forte relação entre ela e a palavra. O ritmo musical era dado pelo ritmo da palavra.

 

A ideia de medir a duração dos sons só chegou à música com a criação do primeiro relógio na cidade de Londres - o Big Ben - no século XIII. Nessa época, surge a preocupação de medir o tempo, o que teve influência na música.

 

No século XIV, Guido D´Arezzo desenhou um tetragrama, inicialmente com as claves de dó e de fá, para representar os sons. Com o tempo, apareceram instrumentos com uma extensão de sons maiores daqueles existentes e então apareceu o clave de sol.

 

No final do século XVIII os avanços na construção dos instrumentos musicais permitem que os compositores e músicos comecem a se expressar de novas maneiras. Surgem os sinais para indicar as mudanças gradativas na intensidade dos sons.


 

Leia também: Notação Musical