ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

Músicas clássicas que fazem um filme ser muito melhor, As

Última modificação : Sexta, 05 Agosto 2016 15:46




Os amantes do cinema não se apaixonam apenas pelo conteúdo visual dos filmes. O conjunto da obra compreende um outro elemento importantíssimo: a trilha sonora. Além da sensação de mudança nos cenários, a música é responsável pela oscilação das emoções e ajuda a eternizar as cenas. Nos anos 60, grande parte das trilhas sonoras eram sinfônicas. Em Hollywood, os roteiros já traziam o nome do maestro que iria conduzir as gravações orquestradas. Ao longo do tempo, novos maestros passaram a interferir nas produções e criaram novas tendências.

 

 

O Grande Ditador

 

“O Grande Ditador” foi lançado em 1940 quando os Estados Unidos não tinham entrado na Segunda Guerra Mundial. Dirigido por Charles Chaplin, o filme apresenta uma trilha sonora que conta com dois grandes nomes da música clássica. Em uma das cenas, Chaplin – um barbeiro judeu – trabalha ao som da 5ª Dança Húngara de Johannes Brahms. Outra cena mostra seu outro personagem, Hynkel, dançando com o globo terrestre. A cena ficou tão conhecida que foi usada na abertura da novela “O Dono do Mundo”, de Gilberto Braga, em 1991. A coreografia da cena é feita ao som de um trecho da ópera Lohengrin, de Richard Wagner.

 

Cena na Barbearia | 5ª Dança Húngara - Johannes Brahms: http://youtu.be/cER3VFFMgS4

 

Cena do Globo | Lohengrin - Richard Wagner: http://youtu.be/Td62zUlEV9k


 

Laranja Mecânica

 

Stanley Kubrick amava a música clássica. O diretor, considerado um dos mais importantes cineastas de todos os tempos, usou grandes obras clássicas na trilha sonora de seus filmes. Em Laranja Mecânica, de 1971, o jovem Alex comete uma sequência de delitos. Após ser preso, é escolhido para submeter-se a um tratamento que o torna incapaz de qualquer ato de violência. Como efeito secundário, também não consegue ouvir a 9ª Sinfonia de Beethoven, sua favorita. Além de Beethoven, Kubrick usou a abertura de "William Tell" e "The Thieving Magpie" do italiano Gioachino Rossini.

 

Veja a cena: http://bit.ly/SAA4Ef

 

 

Apocalypse Now

 

A Cavalgada das Valquírias é uma das obras mais conhecidas de Richard Wagner. O compositor promoveu uma revolução musical em seu tempo, criou uma identidade coletiva e influenciou diversos músicos de todos os períodos. Conta-se que os tanques de guerra nazistas tocavam essa obra em seus rádios comunicadores. Inspirado nisso, o diretor Francis Ford Coppola criou uma das cenas inesquecíveis do filme “Apocalypse Now”, de 1979. A música, executada pela Orquestra Filarmônica de Viena, foi eternizada no cinema no momento do ataque de helicópteros a uma vila vietnamita. A trilha sonora promovida pelo exército americano é justamente a “Cavalgada das Valquírias”, que toca nos alto-falantes das aeronaves para encorajar os soldados.

 

Veja a cena: http://bit.ly/1gcbQgI

 

 

2001: Uma Odisseia no Espaço

 

Através dos poemas sinfônicos de Liszt, Richard Strauss conheceu uma nova maneira de unir música e literatura. Com base em obras literárias, compôs peças que marcaram sua história e, simultaneamente, homenagearam grandes nomes da filosofia. “Assim Falou Zaratustra”, escrito por Nietzsche, inspirou Strauss na criação um Poema Sinfônico de mesmo nome usado na trilha sonora de “2001 - Uma Odisseia no Espaço”. O filme, dirigido por Stanley Kubrick, inicia com a obra de Strauss tornando-a a identidade sonora de toda a projeção.

 

Saiba mais sobre "Assim Falou Zaratrustra", de Strauss: http://bit.ly/M6M7wG

 

Veja a cena: http://bit.ly/SJtATD