ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

ORFEU E EURIDICE

Última modificação : Segunda, 17 Março 2014 18:13


GLUCK, CHRISTOPH WILLIBALD VON (1714-1787)

ALEMÃO - ERA CLÁSSICA - 93 OBRAS

 

ORFEO ED EURIDICE

 

Azione teatrale per musica (*) em três atos

Ano da composição: 1762

Data da estreia: 05 de outubro de 1762, Burgtheater, Viena, Áustria

Libreto: Raniero da Calzabigi.

 

(*) Gênero de ópera, popular na Itália e sudoeste da Europa nos séculos XVII e XVIII. Uma azione treatale per musica é tipicamente curta, com poucos cantores, normalmente sem um coro e apresentada em um único ato ou dividida em duas partes.

 

Esta é, com a exceção das últimas obras-primas de Mozart, a ópera mais importante do século XVIII. Por seu tema, remete às origens da ópera: a Euridice de Jacopo Peri (1600) e o Orfeo de Monteverdi (1607). Mas se Gluck parecia olhar para trás, esta obra desbravou outros caminhos para a ópera. A nova abordagem de Gluck centrava-se na ação dramática, em lugar das distrações virtuosísticas. Em 1774, ele reformulou a partitura numa versão francesa, Orphée, aclamada em Paris. Já de início entendemos o porquê de seu lugar ímpar na história da música: um coro lamenta a morte de Eurídice em tom formal e elegíaco, enquanto Orfeu chora por ela num estilo vocal eletrizante que prenuncia a era romântica. Essa mistura de dois mundos sonoros diferentes é puro Gluck.

 

Quando Orfeu encontra Cérbero, cão de guarda do Hades, o reino dos mortos, no início do Ato II, a magistral instrumentação orquestral que acompanha o coro causa efeito aterrador, evocando ao mesmo tempo as ameaças infernais do animal e o medo de Orfeu.

 

 

Papeis principais:

O bosque onde se encontra o túmulo de Eurídice; o Hades; e lugares entre os dois, na Antiguidade mitológica

 

. Orfeu, contralto - Pastor e músico

. Eurídice, soprano - Sua amada esposa

. Amor, soprano - O deus do Amor

. Coro: Pastores, ninfas, fúrias, demônios, heróis e heroínas dos Campos Elísios.

 

 

Vídeo




 

 

Fonte:

Guia Ilustrado de Ópera Zahar