ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

Prelúdios de Bach e Chopin, Os

Última modificação : Terça, 12 Abril 2016 15:21


 

 

Um extenso tratado poderia ter sido escrito a respeito da influência de Bach sobre os românticos. Bach era contrapontístico por excelência e trabalhava ligado à multiplicidade da forma. A música de Chopin é pessoal, melódica e harmônica ao mesmo tempo, ligada a sentimentos e estados de espírito. Chopin costumava aquecer os seus dedos, todos os dias, tocando O Cravo Bem Temperado. Em 1839 ele publicou uma coleção de 24 prelúdios abrangendo as 12 tonalidades maiores e menores. Bach fez o mesmo. 

 

Ao compararmos os prelúdios dos mestres Bach e Chopin, na verdade, percebemos que existe um continuum que os une. Bach foi um defensor ardente do “sistema bem temperado” (ou de temperamento igual) para os instrumentos de teclado. Ele superou, de longe, seus contemporâneos na habilidade de incorporar expressivas notas “erradas” e acordes dissonantes nas suas composições. Isso passou a ser um dos princípios dos primeiros românticos e Chopin foi o maior e mais original expoente deles, na primeira metade do século XIX. Nada disso seria possível sem o “temperamento igual”.

 

Continue lendo: http://bit.ly/QaVjmv

 

 

O Cravo Bem Temperado (no original alemão: Das Wohltemperirte Clavier) é uma coleção de música para teclado solo, composta por Johann Sebastian Bach. Chamado carinhosamente de “Os 48”, é uma coleção de prelúdios e fugas escritos nos 24 tons maiores e menores, explorando as possibilidades de toda e qualquer tonalidade.O Cravo Bem Temperado foi o livro de cabeceira de muitos compositores e ficou conhecido como “O Antigo Testamento” da Música”.

 

O livro I foi escrito em 1722. Saiba mais: http://bit.ly/1nmqx7X

 

O livro II foi escrito em 1744. Saiba mais: http://bit.ly/1k44m2W

 

Clique aqui e ouça prelúdio e fuga em Dó maior: http://bit.ly/1l434UN

 

 

Os 24 Prelúdios de Chopin, Op. 28 (1838-1839) foram dedicados a Camille Playel. Há uma variedade esfuziante nessas 24 peças, talvez as mais desbravadoras de toda a música de Chopin. Explorando as 24 tonalidades, são repletas de surpresas harmônicas e melodias enigmáticas. Entre os compositores inspirados pelos Préludes estão Debussy e Rachmaninoff.

 

Clique aqui e ouça o famoso Prelúdio batizado de "Gota d´agua": http://youtu.be/J_6APTb3RNQ


Saiba mais sobre Chopin: http://bit.ly/1k44teN

 

 

Para entender o continuum que existe entre Bach e Chopin, não há nada melhor do que ouvir estas peças lado a lado. Os pianistas João Carlos Martins – um dos maiores intérpretes de Bach da nossa época – e Arthur Moreira Lima – um dos maiores especialistas nos românticos, particularmente em Chopin – decidiram juntar os prelúdios do livro I do Cravo Bem Temperado (executados por Martins) com os do Opus 28 de Chopin (executados por Moreira Lima). Juntos, eles seguiram uma sequência própria, e não a dos compositores. A ideia era colocar os prelúdios da mesma tonalidade em pares, começando por Bach, mas invertendo sempre a ordem. A sequência aqui apresentada foi baseada na dramaticidade e contrastes musicais.

 

Clique aqui e ouça o CD dos músicos brasileiros e faça sua comparação entre os prelúdios:

http://www.fundacaobachiana.org.br/discografia-disco-18/

 

Saiba sobre J.S.Bach: http://bit.ly/1oveOW0

 

 


Frase Bach

 

 

 

 

Frase Chopin II