ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

IZAHT

Última modificação : Sábado, 06 Abril 2019 15:20


 

HEITOR VILLA-LOBOS (1887-1959)

BRASILEIRO – ESCOLA NACIONALISTA BRASILEIRA - c.1.000

 

Um dos maiores nomes da música em nosso século, Villa-Lobos, em sua vasta e revolucionária obra, só se interessou pelo gênero lírico de maneira intermitente e ocasional. Após duas tentativas iniciais - Aglaia e Elisa -, posteriormente incorporadas àquela que viria a ser sua primeira ópera completa - Izaht -, compôs ainda cinco óperas: Jesus (1918), Zoé (1920), Malazarte (1921), Yerma (1955/1956) e A Menina das Nuvens (1957), além de uma musical com o título de Magdalena (1947). Três delas - Jesus, Zoé e Malazarte - permanecem inéditas; as demais foram encontradas sem contudo entrar para o repertório lírico.

 

 

Ópera em quatro atos, libreto de Azevedo Júnior e do compositor (sob o pseudônimo de Epaminondas Villalba Filho). Após as execuções parciais em 1918 e 1921 foi levada integralmente, em forma de oratório, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, em 06 de abril de 1940, com regência do autor. Estreia cênica no mesmo teatro em 13 de dezembro de 1958, com regência de Edoardo de Guarnieri.

 

Personagens:

. Izaht, soprano dramático - Bailarina de cabaré

. Eniht, soprano lírico - Filha natural do conde Makian e da condessa La Perle

. Condessa la Perle, mezzo-soprano - Mãe de Eniht

. Visconde de Gamart, tenor - Noivo de Eniht

. Conde Makian, tenor - Pai de Eniht

. Perruche, barítono - Irmão de Izaht

. Four, baixo - Pai de Izaht e Perruche

. Hadan, baixo - Mendigo espião

. Paulo, baixo - Mordomo de Gamart

. Bernar, soprano - Dançarina

. Damas de honra, convidados, criados, bandidos, gente do povo.

 

A ópera é ambientada em Paris, em meados do século XIX.

 

A obra, encenada somente 45 anos depois de composta, recebeu da crítica elogios com restrições a diversos de seus aspectos: artificialismo das personagens, falta de um sentido dramático pela inadequação do libreto ao desenvolvimento musical e pela inexperiência do jovem Villa-Lobos. Foram entretanto muito apreciados alguns trechos da partitura, cuja inspiração já prenunciava o amplo desabrochar de seu inconfundível e vigoroso estilo.



Vídeo

 

 

 

 

 

Fonte:

Kobbé - O Livro Completo da Ópera, Jorge Zahar Editor