ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

ESCRAVO, O

Última modificação : Sexta, 16 Janeiro 2015 17:56


 

ANTONIO CARLOS GOMES (1836-1896)

BRASILEIRO - ROMANTISMO

 

LO SCHIAVO

 

Drama lírico em quatro atos

Libreto: Alfredo Taunay e Rodolfo Paravicini

Data da estreia: 02 de setembro de 1889, Imperial Teatro D.Pedro II, Rio de Janeiro.

No Theatro Municipal do Rio de Janeiro foi apresentada em 1917, tornando-se a segunda ópera mais representada de Carlos Gomes. Em São Paulo, estreou no Theatro Municipal depois da reforma, em 1954, com G.Taddei no papel principal. A ópera ficou desconhecida fora do Brasil até 1977, quando foi montada em Berna (em alemão); em Londres, 1978 (em concerto), e em Nova York, 1988.

 

Por ocasião da abolição da escravidão, Carlos Gomes, novamente na Europa, começa um libreto a partir de uma ideia de Taunay, posta em versos por Paravicini, dando origem a esta ópera. Tenta, em vão, representá-la na Itália (e até mesmo em Londres), mas uma briga entre empresários o impede. Dedicada à princesa Isabel, chega finalmente ao palco do Rio de Janeiro e fez um enorme sucesso, o último de sua vida.

 

Personagens:

. Gianfera, barítono - Feitor

. Conde Rodrigo, baixo - Feudatário português

. Ilara, soprano - Índia

. Iberê, barítono - Chefe tamoio

. Américo, tenor - Filho do conde, oficial da armada

. Condessa de Boissy, soprano - Dama francesa

. Lion, baixo - Criado da condessa

. Goitacá, baixo - Chefe indígena

. Guaruco, Tupinambá, Tapacoá - Chefes indígenas.

 

Na menos conhecida e menos encenada ópera de Carlos Gomes, a música é diferente das outras, mostrando um compositor à procura de novos caminhos, com um novo tipo de declamação, novas combinações harmônicas. Mas o objetivo não foi alcançado. A ópera não agradou o público e o compositor finalmente deixou a Itália, para terminar os seus dias amargamente em sua terra natal.

 

 

Vídeo


 

 

 

 

Fonte:

Kobbé - O Livro Completo da Ópera, Jorge Zahar Editor