ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

Leonard Bernstein

Última modificação : Terça, 17 Fevereiro 2015 12:19



 

Regente, compositor, pianista graduado, apresentador de televisão, comentarista e militante pela paz mundial. Este foi Leonard Bernstein. Como definiu seu professor de música Fritz Reiner, "Leonard é feito um giroscópio humano". Engajado politicamente, um dos fatos mais marcantes de sua carreira ocorreu quando o muro de Berlim estava prestes a cair. Bernstein ofereceu um presente ao povo germânico, regendo uma orquestra em ambos os lados da Alemanha.

Filho dos imigrantes russos Jennie Resnick e Samuel Joseph Bernstein, o músico Leonard Bernstein nasceu em 25 de agosto de 1918 na cidade de Lawrence, Massachussetts (EUA). A maior incentivadora por seu interesse pela música foi sua tia Clara, que lhe deu um piano de presente quando ele completou 10 anos. Passou a ter aulas particulares com a pianista Frieda Karp, e, em 1930, foi matriculado no New England Conservatory of Music.

 

Confira Candide, composição de grande sucesso de Leonard Bernstein.

 

 

Um dos maiores prazeres de Leonard Bernstein era estudar, tanto que seu currículo acadêmico era vasto. Formou-se na conceituada Universidade de Harvard, completou seu histórico disciplinar no Curtis Institute of Music, da Filadélfia, frequentou diversos seminários especializados, e em 1940 esteve presente no curso de verão do Tanglewood Music Center, ministrado pelo maestro Koussevitzky. Nessa época conheceu o compositor Aaron Copland, que viria a se tornar seu amigo inseparável. Eram cúmplices em tudo, principalmente no trabalho. Bernstein gravou quase todas as obras de Copland para orquestra.

 

Neste vídeo, Leonard Bernstein rege a Boston Symphony Orchestra.

 

 

A primeira vez que Leonard Bernstein regeu um concerto fora dos Estados Unidos foi em 1944, na cidade de Montreal (Canadá). Após a Segunda Guerra, foi contratado para acalmar os ânimos dos ingleses, seguindo depois para a França e para Praga, onde se apresentou no Festival Internacional de Música. Fez também inúmeros concertos em Israel, país escolhido por ele para a estreia de diversas obras, entre elas a Sinfonia nº 3 "Kaddish", estreada em 1963 na cidade de Tel Aviv.

 

Confira uma bela apresentação da Filarmônica de Viena sob regência de Leonard Bernstein.

 

 

Cansado das apresentações, na década de 70 Leonard Bernstein passou a dedicar-se apenas às composições. Apresentou trabalhos famosos como o balé Dybbuk (1975), 1600 Pensylvania Avenue (1976) e Songfest (1977). Em 1978 enviuvou, voltou a dar aulas de música e a realizar alguns breves concertos. Um pouco antes de falecer em Nova York, no dia 14 de outubro de 1990, vítima de uma parada cardíaca, fundou a Beta (The Bernstein Education Through the Arts Fund), uma entidade filantrópica dedicada à música.

Quer saber mais sobre a vida e obra de Bernstein? Veja neste documentário.

 

 

 

Frase Bernstein