ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

ABUL

Última modificação : Sábado, 30 Junho 2018 15:23



ALBERTO NEPOMUCENO (1864-1920)

ESCOLA NACIONALISTA BRASILEIRA


 

Estreia: 30 de junho de 1913, no Teatro Coliseo, Buenos Aires.

Em seguida foi apresentada em Rosário, Montevidéu.

 

 

Abul é uma ópera ou ação lendária em 3 atos e quatro quadros do compositor brasileiro Alberto Nepomuceno com libreto em vernáculo do próprio compositor baseado na obra de Herbert Ward. A ópera estreou no dia 30 de junho de 1913 no Teatro Coliseo em Buenos Aires, com Maria Farnetti, Elvira Casazza, José Pallet e Mario Stabile. No Brasil estreou em 10 de setembro de 1913 no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. A ação se passa na antiga cidade de Ur, na Caldeia. Idioma original: português e uma versão em italiano. Tipo do enredo: dramático.

 

 

Outras récitas:

10/09/1913, Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro

09/10/1913, Theatro Municipal de São Paulo, São Paulo

Estreia europeia: 15 de abril de 1915, no Teatro Costanze, Roma.

 

 

PERSONAGENS:

Na cidade de Ur, na Caldeia

. Terak, baixo - Escultor de ídolos

. Abul, tenor - Seu filho

. Iskah, soprano - Sacerdotisa

. Shinah, mezzo-soprano - Esposa de Terak

. Amrafel, baixo - Rei de Ur

. Uma mulher do povo, soprano

. Uma sacerdotisa, contralto

. Um escravo, tenor.

 

 

Abul é a ópera mais importante de Alberto Nepomuceno, tendo sido bem recebida pela crítica brasileira e internacional. Escrita entre 1899 e 1905, a obra evidencia as melhores características do estilo do compositor: o bom equilíbrio entre as partes vocal e instrumental e, sobretudo, a orquestração refinada e avançada para o seu tempo. O libreto original em português tem também uma versão em italiano utilizada para as apresentações fora do Brasil.

 

 

Vídeo


 

 

 

Fonte:

Kobbé - O Livro Completo da Ópera, Jorge Zahar Editor