ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

César Franck | Curiosidades

Última modificação : Quarta, 24 Junho 2015 16:56



 

César Auguste Jean Guillaume Hubert Franck não estava mais vivo para desfrutar de seu reconhecimento. Talvez pelo fato de não ter sido muito ligado às óperas (compôs apenas quatro), numa França que impunha esse estilo e ainda resistente às canções sinfônicas e de câmara.

 

 

Ruptura com o pai
Por pouco o pai de César Franck não vai ao seu casamento. A relação entre ambos já estava azeda e só piorou quando o músico anunciou a união com uma filha de atores da Comédia Francesa. Nicolas Joseph cedeu e acabou indo à cerimônia, fevereiro de 1848, na igreja de Sainte Clotilde, onde o filho era organista.


Dormindo com o inimigo
A mulher de César Franck, Félicité Saillot Desmousseaux, teria criticado explicitamente e com virulência algumas de suas obras, especialmente o "Quinteto de Piano" e a "Sinfonia em Re menor", uma de suas músicas mais reproduzidas e talvez a mais famosa. A relação do casal teria piorado muito a partir dessas críticas.


Música na corte
Em 1834, com apenas 11 anos, César Franck realizou um dos sonhos de seu ambicioso pai. O músico apresentou-se para o rei belga Leopoldo 1º.


Críticas ácidas
A "Sinfonia em ré menor", a obra mais conhecida de César Franck e uma das mais executadas do artista até hoje, foi considerada um fracasso para quem assistiu à estreia, na noite de 17 de fevereiro de 1889. Charles Gounod (1818-1893), compositor francês, afirmou à época que a música era a "incompetência elevada a dogma".


Ciumeira
César Franck provocou inimizades quando se tornou professor titular no Conservatório de Paris. É que suas aulas de órgão logo se transformaram em aulas de composição e seus alunos, frequentemente, se tornavam melhores que os alunos dos outros professores da escola de música.



Cinema
A "Sinfonia em ré menor" inspirou o diretor Billy Wilder. A música de César Franck pode ser ouvida no clássico filme noir "Pacto de Sangue", de 1944.