ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

SALOMÉ, OP. 54

Última modificação : Sexta, 31 Outubro 2014 18:08


 

STRAUSS, RICHARD (1864-1949)

ALEMÃO – ERA ROMÂNTICA – 189 OBRAS

 

Nº catálogo: Op.54 ; TrV 215

Ópera (Drama) em 1 ato, 4 cenas

Ano da composição: 1903–1905

Data da estreia: 09 de dezembro de 1905, Königliches Opernhaus, Dresden, Saxônia, Alemanha. Regência do próprio compositor

Primeira publicação: 1905 - Berlim: Adolph Fürstner

Libreto: Richard Strauss, com base no poema cênico homônimo (1893) de Oscar Wilde (1854–1900), traduzido para o alemão por Hedwig Lachman (1865–1918).

Idioma: Alemão

Dedicatória: Sir Edgar Speyer

Estilo: Início do século XX

Instrumentação: Vozes, coro e orquestra completa.

 

 

Os artistas voltaram 38 vezes para agradecer os aplausos na estreia de Salomé, mas a crítica não foi unânime. Hoje é considerada uma obra-prima, talvez a primeira ópera moderna. Sua trama é uma rede de obsessões: de Herodes com Salomé, de Salomé com João Batista e de João Batista com Deus. Ora ilustrando, ora esmiuçando o libreto, a orquestra produz efeitos impressionantes, sobretudo nas cordas, para as quais a escrita de Strauss exigia novas técnicas de arco e dedilhado. Crueldade, perversão e fixação permeiam a obra, sob o luar que banha o terraço palaciano. Porém, por mais perturbadores que sejam os temas, a música ao mesmo tempo aveludada e de alta tensão prende o público. E as interpretações de Salomé e Herodes dificilmente são esquecidas.

 

Cada uma de suas constantes reviravoltas emocionais é refletida na música, e a cena final, com a cabeça de Jokanaan, transcende as implicações dramáticas do texto, composta - por assim dizer do ponto de vista da personagem - como uma espécie de Liebestod psicopático.

 

A ópera deveria estrear em Viena sob a regência de Gustav Mahler, mas o arcebispo católico a considerou imoral. E não estava só. Em Londres seria proibida até 1910. Em Nova York, em 1907, a temporada de Salomé foi suspensa após a primeira récita no Met por pressão de seu mecenas, J.P.Morgan.

 

 

PAPEIS PRINCIPAIS:

No terraço contíguo ao salão do palácio de Herodes em Israel, c.30 d.C.

 

. Herodes, tenor - Rei da Judéia

. Herodíades, mezzo-soprano - Sua amante

. Salomé, soprano - Filha de Herodíades

. Jokanaan (João Batista), barítono - Profeta e prisioneiro

. Narraboth, tenor - Jovem capitão sírio da guarda

. Outros: Nazarenos. Consideram Jokanaan um profeta do Messias, mas os judeus não o aceitam.

 



Vídeo







 

Fontes:

Guia Ilustrado Zahar da Ópera

Kobbé O Livro Completo da Ópera - Jorge Zahar Editor

IMSLP/Petrucci Music Library