ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

Legado de Tchaikovsky para a música clássica, O

Última modificação : Terça, 06 Novembro 2018 14:19



 

"Nunca estou longe do piano, me alegra quando estou triste", disse Piotr Ilyich Tchaikovsky, o compositor russo mais conhecido do planeta. Homossexual, sofreu com o preconceito de contemporâneos e acumulou inúmeras desilusões amorosas. A difícil experiência de vida foi a grande responsável por sua música, altamente emotiva, dramática e carregada de sentimentos. Atualmente, Tchaikovsky é considerado um dos compositores mais populares da música clássica.

Pyotr Ilyich Tchaikovsky nasceu em 07 de maio de 1840 na cidade de Votkinsk, localizada na província de Vyatka. Sua família teve um longo histórico de serviço militar. Seu pai, Ilya Petrovich Tchaikovsky, foi um engenheiro que serviu como tenente-coronel do Departamento de Minas. Sua mãe, Alexandra Andreyevna, foi a segunda das três mulheres de Ilya. Ambos os pais de Tchaikovsky tiveram educação nas artes e incentivaram o interesse dos filhos na música. Em 1848 a família fixa-se em São Petersburgo, onde o compositor toma as primeiras aulas teóricas musicais com diversos professores particulares, entre eles o maestro Filipov.

Aqui você encontra a história do Balé Quebra Nozes:
http://bit.ly/1tVv8BM



Boa parte dos trabalhos Tchaikovsky é composta por obras sinfônicas. Entretanto, os balés foram suas composições de extremo sucesso. Com “O lago dos cisnes”, “A Bela Adormecida” e “O Quebra-Nozes”, ele conseguiu exaltar o gênero, que até então era visto com inferioridade. Com essas obras pôde se destacar e desenvolver virtudes orquestrais que nenhum outro compositor havia demonstrado.

Saiba mais sobre o Lago dos Cisnes!
http://bit.ly/1wJBRfW


Para tentar omitir rumores sobre sua homosexualidade, Tchaikovsky se casou com Antonina Miliukova, aluna do Conservatório de Música, e com ela ficou por 15 dias. Após duas semanas da união, ele tentou o suicídio. Entrou no rio Moscou, onde ficou por algumas horas, com a intenção de contrair uma pneumonia que o matasse. Embora não tenha ficado doente, teve uma violenta crise depressiva, que o fez perder a consciência por dois dias. "Permaneci duas semanas em Moscou com minha esposa. Foram duas semanas de contínua, absoluta e insuportável tortura moral. Cai no desespero, decidi morrer. Parecia a única saída".

 

Saiba mais sobre o Concerto para violino e orquestra em Ré Maior, Op. 35: http://bit.ly/1E6tFKU
 

 

Embora a versão oficial relate que o compositor morreu por cólera após ingerir um copo de água infectada, há rumores de que existam outras possíveis causas para sua morte. Conta-se que em uma reunião com amigos da escola de direito, Tchaikovsky foi aconselhado por um colega a cometer suicídio caso não quisesse que seu envolvimento com um rapaz da aristocracia russa se tornasse público. Coincidentemente, poucos dias após a reunião o músico faleceu. O que se pode afirmar é que havia arsênico na água que bebia, mas nunca saberemos se a substância foi colocada propositalmente em sua bebida ou se realmente foi suicídio.

 

Saiba mais sobre uma das mais belas obras do compositor, o Concerto para piano e orquestra nº 1 Op. 23: http://bit.ly/1wNg4E6

 

Aqui você encontra uma seleção das melhores composições de Tchaikovsky:

http://youtu.be/7_WWz2DSnT8

 

 

 


Frase Tchaikovsky