ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

Cavaleiro da Rosa | Richard Strauss

Última modificação : Quarta, 13 Maio 2015 17:19


 

 

Uma fascinante homenagem à Viena dos tempos da imperatriz Maria Teresa estreou, em Dresden, no dia 26 de janeiro de 1911. Richard Strauss, um dos maiores compositores do século 20, compôs a música para uma leve história de amor em estilo rococó, de autoria de Hugo von Hofmannsthal. Trata-se da ópera “O Cavaleiro da Rosa”.

 

 

Em O Cavaleiro da Rosa, o conde Octaviano, de 17 anos, é o amante da bela e madura Marechala von Werdenberg. Por ser tão jovem, seu papel é interpretado por uma mulher. Strauss criou para sopranos os três personagens principais da ópera: a Marechala, Octaviano e Sophie (namorada de Octaviano). O início do 3º ato, quando os três cantam juntos, é um dos melhores exemplos das criações para vozes femininas encontradas nas óperas do compositor alemão.

O libretista Hugo von Hofmannsthal concebeu uma Marechala de personalidade forte. No penúltimo momento da ópera, ela elegantemente desiste de seu jovem amante (Octaviano), ao vê-lo novamente apaixonado por alguém da sua idade (Sophie).

 

Aqui você assiste a Valsa nº 1: http://youtu.be/PxoP-lP8m7I

 


O Cavaleiro da Rosa é uma ópera com um tom de comédia que contrasta com a concepção trágica de Salomé e Electra. Com o título original em alemão Der Rosenkavalier, a obra situa-se na tradição da ópera buffa do século 19, embora manifeste uma invenção temática e uma riqueza de instrumentação próprias do estilo de Strauss.

 

Confira aqui a Suíte da ópera: http://youtu.be/SCEcy7HlRMg

 

 

Sem dúvida, O Cavaleiro da Rosa é a mais amada de todas as óperas de Richard Strauss. O papel da Marechala é cobiçadíssimo entre as sopranos, e não é difícil entender por que: em todo o repertório operístico, não existe nenhum papel feminino mais delicado, mais doce e mais gentil do que o da Marechala - sua única "rival" é a Condessa de Le Nozze di Figaro.

 

Aqui você encontra a cena final: http://youtu.be/OYZliEez2Vk

 

 

As melhores óperas de Strauss surgiram em trabalho conjunto com o poeta Hugo von Hofmannsthal, cujos libretos expressam magistralmente os sentimentos dos personagens e são uma complementação perfeita para a brilhante música do compositor.

 

Além de O Cavaleiro da Rosa, resultaram dessa parceria Electra (1909), Ariadne em Naxos (1912) e A Mulher sem Sombra (1919). Naquele ano, Strauss deixou o cargo de regente em Berlim para codirigir a Ópera de Viena até 1924. A colaboração com Hofmannsthal, porém, prosseguiu em A Helena Egípcia (1928) e Arabella (1929-1932), terminando com a morte do poeta em 1929.

 

Saiba mais sobre O Cavaleiro da Rosa: http://bit.ly/1CbXMkS

 

Aqui você assiste o Trio Final: http://youtu.be/EXi8U1twwrc