ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

Léo Delibes

Última modificação : Quinta, 21 Fevereiro 2019 15:43



 

Clément Philibert Léo Delibes, compositor e organista francês, ficou conhecido em sua época como compositor de operetas, óperas e balés. Sua obra mais conhecida, Coppélia, foi uma das primeiras a usar danças "nacionais", como as czardas húngaras. A ópera Lakmé, composta no popular estilo orientalizante, então em voga em Paris, inclui o belo "Dueto das flores" para duas sopranos. Suas músicas suaves, refinadas, se harmonizavam com o gosto da corte e da aristocracia do Segundo Império francês: Delibes é um compositor típico do palco, do teatro.

 

 

Léo Delibes nasceu em 21 de fevereiro de 1836 em Saint Germain du Val. Criado pela mãe, professora de música, e pelo tio, Édouard Baptiste, organista, Delibes teve sua educação musical iniciada naturalmente dentro de casa. Com apenas 13 anos, participou da estreia de "O Profeta", de Giacomo Meyerbeer, na Ópera de Paris, no período em que integrava o coro da igreja Saint Marie Madeleine.

 

Aqui você assiste Sylvia - Sylvia Ballet Suite: Prelude, um dos grandes sucessos de Delibes: http://youtu.be/OP3ND8Zxr6Y

 

 

Anos mais tardes, Léo Delibes ingressa no conceituado Conservatório de Paris e estuda órgão com François Benoist e com o compositor de ópera Adolphe Charles Adam. Ainda no conservatório, faz aulas de canto, embora o Delibes organista já superasse muito o Delibes cantor. Ainda na década de 1850, Delibes torna-se organista na igreja Saint Pierre de Chaillot e membro da prestigiosa Ópera de Paris, tornando-se o segundo mestre de coro a partir de 1864.

 

Confira o melhor de Delibes neste link: http://youtu.be/qkh8IjqlpxQ

 

 

O ano de 1871 para Léo Delibes foi marcado por algumas mudanças. Após a fama, o compositor deixa o cargo de organista da igreja de Saint Pierre de Chaillot. Ainda naquele ano, casa-se com Léontine Estelle Denain e abandona o coro da Ópera de Paris. Nos últimos anos de vida, Delibes centrou-se no ensino da composição. Em 1881 garantiu uma cadeira de professor no Conservatório de Paris e, em 1884, substituiu Victor Massé no Instituto Francês.


Ouça aqui Messe Breve:
http://youtu.be/R_5NBUVYKVU

 

Apesar de não sair muito do modelo convencional, Léo Delibes encantou e ainda encanta multidões. Balés como "Coppélia" e "Sylvia" são encenadas até hoje. Composições como "Dueto das Flores", da ópera Lakmé, ficaram famosas em trilhas sonoras de comerciais da companhia aérea British Airways enquanto as operetas foram utilizadas em filmes, como a comédia romântica "Casamento Grego" (2002). Sua última ópera, "Kassya", foi orquestrada por Jules Massenet, após sua morte. Delibes morreu em 16 de janeiro de 1891, em Paris, de causa desconhecida.

 

Aqui você encontra Coppélia - Swanhilda's Waltz Variation, um dos grandes sucessos do compositor:

https://youtu.be/jRjL92BTk-o