ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

Música estimula memória e criatividade de bebês

Última modificação : Segunda, 13 Abril 2015 16:38



 

Uma pesquisa desenvolvida pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 2010 comprovou a influência da música no desenvolvimento cognitivo dos bebês. E, apesar de o estudo ter sido realizado com recém-nascidos prematuros e que tiveram algum tipo de complicação, a musicalização também é indicada para crianças de várias idades e que nunca passaram por problemas.

 

De acordo com a professora da Escola de Música da universidade, Maria Betânia Parizzi, a partir dos seis meses de idade as mães já podem iniciar as aulas de musicalização em instituições que contam com profissionais capacitados. “O processo de musicalização consiste em estimular os bebês com sons, timbres musicais, para que eles comecem a ampliar o seu repertório auditivo e possam começar a tentar repetir e participar dessa formação do som e das músicas”, explica Maria Betânia.

 

As aulas ainda contam com a participação dos pais, e o foco principal é mostrar para as crianças as mais variadas possibilidades de músicas na expressividade do rosto ao cantar e pronunciar as palavras. “É possível começar esse processo em casa. A mãe pode cantar sempre mantendo o contado visual com o bebê. Enquanto canta, a mãe pode dançar com o filho. Fazendo isso, rapidamente o bebê já vai estar interagindo com a mãe e imitando os gestos”, explica a professora.

 

Conforme a criança vai crescendo, é possível avançar no processo de musicalização. O aluno pode começar a aprender a tocar instrumentos e pode ser estimulado a criar músicas. “Uma forma de estimular essa criação é brincar de criar músicas para personagens, como a música do leão, a do coelhinho”, diz Maria Betânia.

 

 

Artigo de:

Bernardo Miranda

Publicado em 05/04/15 - 03h00

 

 

 

Fonte original do artigo:

O Tempo, em:

www.otempo.com.br