ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

ORFEU NO INFERNO

Última modificação : Sexta, 18 Setembro 2015 15:07



 

OFFENBACH, JACQUES (1819-1880)

FRANCÊS - ÓPERA ROMÂNTICA - C.100 OBRAS

 

ORPHÉE AUX ENFERS

 

Opera buffa em quatro atos

Ano da composição: 1858 (rev. 1874)

Primeira apresentação: 21 de outubro de 1858, Bouffes-Parisiens, Paris, França

Libreto: Hector Crémieux e Ludovic Halévy.

 

 

Primeiro grande êxito de Offenbach, criou em Paris a moda das noites dedicadas à opereta. Deliciosa paródia da Antiguidade e da ópera barroca, zomba, também do mito de Orfeu, tão caro aos frequentadores da ópera nos séculos XVII e XVIII. Devido a esse fato, causou um grande escândalo na estreia: Offenbach foi acusado de blasfêmia contra a Antiguidade, de zombar da música de Gluck, de satirizar o governo e a situação social de então. Com melodias irresistíveis e situações absurdas, estava sintonizada também com o espírito humorístico da época, terminando com o famoso cancã "Ce bal est original".

 

Era tanta a popularidade de Orphée aux enfers que uma récita de gala foi promovida para o imperador Napoleão III e a imperatriz Eugénie, honra considerável para um compositor de operetas destinadas ao público popular.

 

 

PAPEIS PRINCIPAIS:

Trácia, monte Olimpo e Hades


. Orfeu, tenor - Um músico

. Eurídice, soprano - Sua mulher

. Júpiter, barítono - Rei dos deuses

. Plutão, tenor - Deus do submundo

. John Styx, tenor - Guarda da prisão no Hades

. Mercúrio e Marte, tenor - Deuses.

 

 

Vídeo





 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

Guia Ilustrado Zahar Ópera, 2010 - Edição Brasileira, Jorge Zahar Editor

Kobbé, O Livro Completo da Ópera, 1991 - Edição Língua Portuguesa, Jorge Zahar Editor